Sociedade comemora melhorias na atenção à saúde mental

O dia 8 de setembro de 2015 foi um marco no tratamento da saúde mental no Estado, quando foi inaugurado o Centro de Atenção Psicossocial Infanto-juvenil Dr. Martinelli Cavalca (CAPSi). De lá pra cá, foram atendidas e acompanhadas cerca de 50 crianças por dia.

Para coroar esse desempenho, crianças, familiares, servidores e convidados estiveram na confraternização natalina do CAPSi nesta sexta-feira (19). Presente na comemoração, o secretário de Estado da Saúde Francisco Costa falou da oportunidade de ter implantado o CAPSi em Teresina. “Fico muito feliz em poder ver a quantidade de crianças que estão sendo acompanhadas, bem atendidas. E para finalizar as atividades do ano, festejar a chegada do natal com muita alegria e muita paz que essas crianças transmitem, essa é a preocupação da Secretaria”, declarou.

Segundo o gestor, a Rede de Atenção Psicossocial tem que ser fortalecida por conta do número crescente de pessoas precisando desse tipo de atendimento especializado, tanto do seguimento infantil quanto adulto, além dos cuidados também com álcool e drogas. “Então, vamos fortalece para que a gente possa perceber essa gratidão em verificar como o trabalho está sendo bem executado e os resultados têm sido satisfatório para essas crianças e suas famílias”, disse.

Para a gerente de Atenção a Saúde Psicossocial da Secretaria, Gisele Martins, com os serviços prestados pelo CAPSi, a população tem à sua disposição um local com instalação adequada, com equipe própria para as crianças com transtornos mentais do Piauí. “Nós tivemos, ao assumir essa missão, trazer o CAPSi para um local em que tivéssemos de fato um atendimento digno, acolhedor e humanitário. Graças ao emprenho muito grande do secretário estadual de saúde que vem dando visibilidade e um outro sentido para a rede de atenção psicossocial”, comemora.

A gerente disse, ainda, que existem dificuldades a serem enfrentadas, “mas estamos trabalhando diuturnamente na nossa missão única que é prestar um atendimento satisfatório em saúde mental. Esse ano foi um pontapé inicial, pois agora seguimos o que preconiza o Ministério da Saúde na legislação de saúde menta que é um atendimento comunitário, territorial abrangente para que pais e mães possam entrar e participar do tratamento.

Para 2016 os planos da secretaria de Estado da Saúde é otimizar o atendimento oferecido em Teresina e instalação de novos CAPS infantil e expandir a rede infanto-juvenil para o interior do Estado.

Uma das adolescentes beneficiadas pelo CAPSi foi Maria Eduarda, estudante de 17 anos. É o que conta a mãe dela, dona Josilene da Silva. “Estamos muito satisfeitos com os ótimos profissionais daqui porque precisamos muito desse amparo. Antes era só atendimento médico, agora tem terapia, preparador físico e psicólogo. O comportamento da minha filha mudou e o meu também. Aqui dentro a gente se sente amparada e dentro de casa ela está bem mais calma”, comemora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s