Estado irá criar Rede Intersetorial de Cuidados para autistas

Estado irá criar Rede Intersetorial de Cuidados para autistas

Da Redação

Criar uma Rede Intersetorial de Cuidados aos Portadores do Transtorno de Espectro Autista (TEA), com a função de acolher e propiciar em curto, médio e longo prazo, atendimento integral aos pacientes. Com este objetivo, representantes da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e da Associação de Amigos do Autista (AMA) se reuniram pela segunda vez na manhã desta quinta-feira (17) na sede da SES e definiram que inicialmente serão atendidos 30 autistas, entre crianças, adolescentes e adultos.

Conforme definido nas reuniões, a AMA irá repassar os prontuários e documentações referentes aos autistas atendidos para a área técnica de Saúde Mental da SES. Com isso, será feita uma triagem dos casos por meio de uma avaliação a ser realizada por uma equipe multidisciplinar, a fim de identificar a necessidade de cada um. Assim, o paciente será encaminhado a determinado serviço de saúde conforme for necessário. As avaliações terão início em fevereiro e serão realizadas no Complexo Integrado de Assistência Psicossocial (Ciaps) Adauto Botelho.

Os portadores da TEA serão avaliados conjuntamente pela área técnica de Saúde Mental da SES, o Ciaps Adauto Botelho e o Centro de Reabilitação Integral Dom Aquino Corrêa (Cridac). A equipe multidisciplinar será composta por um psicólogo, um fonoaudiólogo, um terapeuta ocupacional e um assistente social.

“Neste momento estamos acolhendo e respondendo a uma demanda justa levantada pela AMA. Agradeço as diretorias do Cridac e do Ciaps Adauto Botelho pelo empenho em atender a esta situação; e a AMA pela paciência e pela oportunidade de podermos ampliar os serviços oferecidos. É importante lembrar que a Secretaria de Estado de Saúde está sempre de portas abertas para poder atender o cidadão. Com o esforço de cada um e com a união de forças poderemos atender o nosso foco principal, que é o cidadão. Demandas como essa nos mostram quais as falhas que ainda temos e no que podemos melhorar”, ressaltou o secretário adjunto de Serviços de Saúde, Werley Peres.

A representante da AMA, Andreia Schwarz Santos Silva, agradeceu o empenho e a vontade de ajudar dispensada pela SES. “Essa ação representa a concretização de um objetivo que a AMA vem lutando há tempos para conseguir e hoje a gente vê o empenho real da administração pública em nos auxiliar. Esse atendimento efetivo irá melhorar a qualidade de vida não só dos autistas, mas também de toda a família, trazendo futuramente uma independência para eles como verdadeiros cidadãos”, concluiu.

Também participaram da reunião a diretora geral do Cridac, Flávia Ribeiro Cardoso Fernandes Tortoreli, o diretor geral do Ciaps Adauto Botelho, Elpídio José do Carmo Neto, a superintendente de Gestão Hospitalar e Ambulatorial da SES, Simone Balena de Brito, a coordenadora estadual de Saúde Mental, Valeria da Costa Marques Vuolo, gerente de Monitoramento e Avaliação da Coordenadoria de Ações Programáticas e Estratégicas (Coapre) Aline Regia Ferreira Ribeiro, e Kelly Cristina do Nascimento Viegas da AMA.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s