Sambista com Down toca para bebê que chorou ao ouvir Roberto Carlos

O sambista Eduardo Contijo, de 25 anos, fez uma homenagem ao bebê Luiz Henrique, de quatro meses, que tem síndrome de Down e se emocionou ao ouvir a mãe cantando a música do Rei Roberto Carlos “Como é grande o meu amor por você”.

O irmão do sambista, Leonardo Contijo, de 36 anos, conta que Dudu do Cavaco, como é conhecido, também tem síndrome de Down.

Ele diz que o irmão se emocionou muito ao ver o vídeo do bebê e fez questão de tocar a mesma música no cavaquinho.

“Meu irmão é muito fã do Roberto Carlos, a música preferida dele é essa que a mãe do bebê cantou, então, ele se emocionou muito. Os fãs dele sabem que ele adora o rei e nos marcaram na matéria, então, ele resolveu fazer a homenagem”, conta.

Contijo diz que ele e o irmão trabalham para tentar diminuir o preconceito e mostrar para as pessoas que ter síndrome de Down não incapacita uma pessoa a fazer nenhuma atividade do dia a dia.

“Meu irmão toca sete instrumentos profissionalmente, ele é músico, já gravou DVD e hoje participa de duas bandas. É isso que as pessoas precisam saber, que eles são iguais a nós”, acrescenta.

Dudu do Cavaco disse que adorou fazer o vídeo e tocar sua música preferida do Roberto Carlos para o bebê. “Ser diferente é normal”, acrescentou.

Rafaela Monteiro, mãe do bebê Luiz, agradeceu a homenagem que Dudu fez ao filho. “Amei de coração e fico muito feliz pelo carinho e gesto lindo dele. Isso só demonstra mais ainda, que ser Down não tem diferença”, falou.

Entenda o caso
O pequeno Luiz Henrique, de apenas quatro meses, se emocionou ao ouvir a mãe cantar um dos sucessos mais marcantes do Rei Roberto Carlos, “Como é grande o meu amor por você”. O vídeo, gravado no dia 7 de dezembro, mostrou a emoção do bebê, que é portador da síndrome de Down.

A mãe do neném, Rafaela Monteiro, de 26 anos, disse que desde que descobriu que ele nasceu Down, registra todos os momentos do filho. Ela contou que resolveu divulgar o dia a dia dele como forma de combater o preconceito das pessoas em relação à síndrome e mostrar que ele é “normal”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s