Audiência Pública debate atendimento de Saúde Mental

Saúde Mental em Sorocaba será tema de audiência pública neste sábado (28), às 9 horas, no Plenário da Câmara Municipal, no Parque da Boa Vista. De iniciativa do vereador Izidio de Brito (PT), as dicussões tratarão do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) dos hospitais psiquiátricos firmando pelo Município e a constituição das redes de atenção psicossociais na cidade e região.
O evento está sendo organizado em parceria do Legislativo com a subsede local do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo e com a Associação Paulista de Saúde Pública. Foram convidados para o debate representantes das secretarias municipais de saúde de Sorocaba, Salto de Pirapora e Piedade; o Ministério Público Estadual, a Procuradoria da República, a Secretaria Estadual de Saúde, o Ministério da Saúde, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, a Defensoria Pública Estadual e o próprio Conselho Regional de Psicologia de São Paulo.
A audiência pública, que acontecerá das 9 às 12 horas, será transmitida ao vivo pela TV Legislativa, no canal 61.3 da TV aberta e 6 da Net, e pelo site da Câmara Municipal. Todos os interessados poderão participar do debate.
No período da tarde, das 14 às 18 horas, o Legislativo também sediará a mesa-redonda “Saúde Mental e Direitos Humanos: Desafios do Processo de Desinstitucionalização de Sorocaba e Região”, encerrando a programação dos debates sobre o tema.
A QUESTÃO MANICOMIAL – No início de 2011, o Flamas (Fórum de Luta Antimanicomial de Sorocaba) apresentou um levantamento apontando um índice bastante acima da média de mortes de pacientes dos hospitais psiquiátricos da cidade e da região, por maus tratos ou falta de tratamento adequado. Baseado neste estudo, criou-se uma comissão especial de vereadores da Câmara, presidida pelo vereador Izídio de Brito, que investigou e apurou irregularidades nos serviços de Saúde Mental.
Após oito meses realizando visitas surpresas e oitivas de depoentes relacionados ao tema e estudos, a comissão apresentou diversas propostas voltadas à melhoria do atendimento e das condições dos internos dos hospitais psiquiátricos de Sorocaba. O relatório foi entregue em outubro de 2011. Já em dezembro de 2012, um TAC/Termo de Ajustamento de Conduta foi firmado pelo Ministério Público e governos municipais, visando garantir o tratamento adequado aos pacientes psiquiátricos da região. A intenção era sanar os problemas apresentados no atendimento dos sete hospitais psiquiátricos particulares que compõem o maior polo manicomial do País, com mais de 2.700 pacientes. “Faz praticamente três anos que esse TAC foi assinado. O cenário mudou, mas ainda há diversas carências e encaminhamentos para cobrar e discutir. E é isso que deveremos fazer neste sábado: avaliarmos juntos os avanços, o que falta ser feito e como se dará o atendimento humanizado de saúde mental permanente em Sorocaba”, explicou ontem à tarde ao DIÁRIO o vereador Izídio de Brito, que atualmente preside a Comissão de Saúde Pública do Legislativo sorocabano.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s