Saúde Mental: Possibilidades e vivências dentro e fora do CAPS

Saúde Mental: Possibilidades e vivências dentro e fora do CAPS

Da Redação

Na última quarta-feira (11/11), atendidos e colaboradores dos CAPS – Centro de Atendimento Psicossocial, promoveram um encontro em frente à Prefeitura de Cotia para comemorar os 20 anos da reforma psiquiátrica no Brasil.

Por meio de uma roda de conversa cada um dos presentes escolheu uma forma de externar o significado desta data. Alguns optaram por falar sobre quais são os seus anseios e suas valiosas conquistas. Em forma de música, poema e, também, com exposição dos itens que produzem nas oficinas nos CAPS, todos puderam apresentar um pouco da habilidade e do talento que possuem e que aprimoram durante os atendimentos realizados nos CAPS.

Todos foram recepcionados pelo Prefeito Carlão Camargo no auditório da Prefeitura de Cotia e falaram sobre os avanços da saúde mental e novos projetos.

Em Cotia, nos centros de Atenção Psicossocial, o paciente recebe acompanhamento especializado, participa de oficinas terapêuticas, atendimento individualizado, em grupo e para familiares. Antes da reforma psiquiátrica, milhares de pessoas foram submetidas a tratamentos em instituições fechadas no país.

Entre os avanços apontados pela Secretaria Municipal da Saúde está a recém conquistada regulamentação dos CAPS onde todos os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde foram avaliados e validados.  Segundo o coordenador da Saúde Mental, Dr. Messias, está nos planos da municipalidade a implantação de uma residência terapêutica, o que possibilitará uma ampliação da gama de serviços ofertados.

O CAPS infanto-juvenil realizou de maio a agosto deste ano mais de 1000 atendimentos, contando com avaliação multiprofissional, atendimento individual com psicólogo, atendimento em grupo, oficinas terapêuticas, atendimento a grupo familiares, consulta de enfermagem, psiquiátrica e fonoaudióloga.

Já o CAPS AD (Álcool e Drogas) manteve a média de mais de 150 pacientes ativos por mês no quadrimestre de maio a agosto. O CAPS Adulto II realizou 114 acolhimentos neste período e em junho chegou a promover 330 atendimentos individualizados com profissionais da área de psicologia.

Além dos CAPS a rede de atenção à saúde mental está implantada por regiões. São elas: Granja Viana, Centro Sul, Centro Norte e Caucaia.

Participaram do encontro coordenadores dos CAPS, colaboradores e atendidos. Prestigiaram os presentes, o Prefeito Carlão Camargo, o secretário de Gabinete, José Lopes, Secretário de Esportes, André Vasques, Subsecretário de Esportes (núcleo Caucaia) Laércio Pires e vereador Cabo Givaldo.

Acompanhe o relato do casal Berenice e Alexandre Matos sobre as possibilidades e vivências dentro e fora do CAPS

Nome: Alexandre Matossou natural de Campinas e agora sou morador de Cotia, estou satisfeito e feliz. O CAPS me recebeu de braços abertos. Minha recuperação foi dura, mas estou perseverando e, inclusive, já estou recebendo apoio para conseguir trabalhar. Com depressão cai num ambiente desconhecido pra mim, recebi um impacto muito grande. Atuei como acompanhante de pacientes e atualmente estou tratando de uma depressão.  Fui recebido por excelentes profissionais no CAPS e agradeço ao prefeito por oferecer estas condições de tratamento e manutenção dos CAPS.

De 0 a 10- como você define o tratamento antes e depois do CAPS?Antes eu estava zero, ou posso até dizer um ou três negativos. Agora estou com 8 e estou crescendo, estou me desenvolvendo. Por conta dos tremores sinto dificuldade para me expressar, antes eu falava com mais fluência, mas estou me recuperando a cada dia.

Berenice Mattos (esposa de Alexandre) – Sou natural de Itapecerica, mas atualmente moramos no Jardim Isis.

Qual a importância do atendimento do CAPS na vida de vocês?

No momento mais difícil da minha vida o CAPS me deu forças para ajudar a recuperar a saúde do meu marido. Encontrei amigos, apoio e ajuda pra retirar meu esposo da fase mais difícil a doença. Tenho muito a agradecer ao CAPS, a cidade de Cotia, a maneira como fui acolhida.

Qual o significado de celebrar os 20 anos da reforma psiquiátrica?

Este evento de hoje simboliza humanização, respeito, confraternização, anseio por um futuro melhor para pacientes e familiares.

a-AlexandreCAPS-(1) b-berenice -CAPS CAPS-cotia (1) CAPS-cotia (3)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s