O calvário vivido nos bancos acaba em doenças mentais

Pressão para atingir metas cada vez maiores. Medo constante de assaltos, violência e até ameaças contra familiares. Salários ridículos, que colocam os profissionais numa situação sempre ruim e sem perspectiva. Esse é o quadro, em resumo, dos cerca de meio milhão de bancários do Brasil e cerca de 2.500 em Rondônia. Qual o resultado disso tudo? Ao menos 20 por cento de todos os trabalhadores em agências bancárias do país, estão com problemas de desequilíbrio emocional, a maioria vivendo à base de medicamentos para controlar a angústia e doenças mentais, com todos os outros problemas advindos da vivência de um stress que só aumenta. No país inteiro, há mais de 100 mil profissionais afetados por doenças deste tipo. Em Rondônia, são perto de 500. Os banqueiros, bilionários, estão se lixando para os seus funcionários e os clientes. Só vivem em função de lucros exorbitantes e de juros de agiotagem e estão pouco se lixando. A ponto de, na última negociação salarial, aceitarem conceder apenas o percentual da inflação do ano aos servidores, sem qualquer aumento.

A pressão começa pela exigência de aumento contínuo de produção. Nunca há um percentual definitivo e quem não cumpre s exigências, está  meio caminho o desemprego. Gerentes e funcionários e confiança ainda ficam com as chaves dos  cofres, expondo suas famílias  à violência  dos bandidos. Muitas famílias são mantidas como reféns, enquanto os criminosos obrigam os gerentes a lhes dar acesso ao cofre. No ano retrasado, 67 pessoas foram mortas dentro e na saída das agências.  Neste ano, foram 27 mortes. Toda essa pressão, sem fim mudou o problema de saúde dos bancários. Antes era a LER (Lesão Por Esforço Repetitivo). Hoje são as doenças emocionais. Antes, ser bancário era um sonho. Hoje, é um pesadelo diário. Lamentável!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s